terça-feira, 12 de setembro de 2017

Que sorte a minha

E hoje faz dois anos que essas palavras, escritas de última hora, em um sábado chuvoso, fazem sentido todos os dias:

Justo eu que gosto tanto de escrever, e de falar, hoje estou meio sem palavras.
Disse uma vez para um amigo que só é fácil escrever sobre inicio e fim de amores. Quando estamos no meio do amor a gente não escreve tanto... A gente vive. Porque é difícil escrever sobre felicidade.
Mas hoje eu acho que é um novo começo de uma mesma história, então eu vou tentar. 
Mesmo que eu diga algo que eu já disse antes. Não vai ser a primeira vez, e nem a última.

Todo mundo sonha em achar a sua metade... Eu não.
Eu nunca procurei alguém que me completasse, porque eu sempre fui inteira.
Procurava alguém que, inteiro como eu, também não se contentasse com metades.
E te encontrei. Inteirinho lacônico, inteirinho dorminhoco, inteirinho irritantemente calmo.
E você me encontrou inteira também. Inteirinha desmiolada, inteirinha confusa, inteirinha desbocada...Mas também inteiramente apaixonada por você
Nosso amor é inteiro.
Muita gente acha estranho eu te ligar pra dizer que vou pro bar e você falar "tudo bem".
Assim como acham estranho eu cobrar para você sair mais com seus amigos.
Mas eu li em algum canto algo que traduz esse amor, que muita gente acha estranho:

"Eu não te quero só pra mim, nem poderia.
Te quero pra ti mesmo e para a tua própria vida
Pois quanto mais fores o que tu queres, mais serás o que eu queria."

E eu só quero mesmo é que você continue a ser esse homem por quem eu me apaixonei quando, passando em frente a um navio eu pedi: 
"Amor, um dia você me dá um cruzeiro?"
E você me respondeu olhando carinhosamente, com uma moeda na mão e disse:
"Toma amor, te dou um real que vale mais!"
Porque tudo o que a gente precisa é de alguém que ria com a gente e às vezes ria da gente.

Somos tão diferentes em tantas coisas, mas acho que conseguimos achar um equilíbrio entre o que eu falo demais e o que você prefere não dizer.
Entre as suas afirmações e as minhas perguntas.
Entre os meus planos e a sua realidade.
Eu que sempre tive essa mania de voar, de sonhar, encontrei justo você, que sempre teve os pés nos chão e essa visão binária da vida.

Você me deu raízes... Eu espero ter te dado asas.

E hoje eu sei que encontrei a pessoa para qual eu vou olhar todos os dias ao acordar e poder dizer, como em oração:

"Que sorte a minha".

Te amo!




domingo, 27 de agosto de 2017

Para todo dia 27 de agosto

Que todo ano à meia noite tenha beijo...


E que tenha mais um pouco ao acordar


Que eu tenha paciência para o seu entusiasmo com tecnologia


Assim como você tem para o meu com cerveja...


e com circo/musicais (mas podemos melhorar essa cara de satisfação)


Que a gente sempre saiba posar para fotos



Mas sempre mesmo


Até nos momentos mais solenes


Que a Nala te dê uma unhada desejando parabéns


 E que o Simba te dê uma lambida


Que eu consiga te fazer sorrir, da mesma forma que você me faz feliz



Mas o que eu desejo de verdade mesmo para todo dia 27 de agosto...

...É que a gente emagreça!

Parabéns Marido!
Te amo!


terça-feira, 18 de outubro de 2016

Agora




A ideia era fazer um textão agora.
Agora, que o dia acaba e a gente começa a falar da vida.
Agora, que hoje em dia é entre o jantar que não fica pronto do lado de cá e a soneca da Lilly do lado dai.
Agora, que eu sinto falta - every fucking day - de você me obrigando a ir correr. 
Agora, que a gente fala de plano de vida, ambições e fé. No caso a sua em mim. De que um dia eu consiga escolher entre 3 tipos de bolo.
Agora, mesmos nos raros dias em que não nos falamos. Ou que só trocamos um "Ce tá viva?" "To. Mas tá foda?".
Agora, que nos restos dos dias, que não os raros, as conversas que começam com o mesmo "Tá foda" acaba em alguma coisa completamente sem sentido sobre doenças venéreas.
Agora, que geralmente eu preciso ler um manual e te mando pra você resumir.
Agora, que eu lembro que preciso achar uma lavanderia boa e você estando fora do país a 5 anos é a primeira pessoa que me vem a cabeça pra pedir uma indicação.
Agora, que marido está dançando na sala com a gata e eu tenho que filmar pra te mandar.
Agora, que vendo essa foto que eu tirei anos atrás fico aqui me perguntando como começou essa história de banco vazio que a gente tem. 
Agora, que eu conseguiria depois de um dia puxado ainda escrever o quanto eu te amo.

Mas percebi, lembrando disso tudo, que agora eu não preciso.

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Retrato do amor eterno




Eu costumo odiar o dia de qualquer coisa que não seja feriado. 
Mas eu também costumo ser uma pessoa que não se importa em mudar de opinião no fim do dia.
Pode ser pelo dia, ou pelos abraços forçados que ganhei a contragosto, mas eu comecei a pensar sobre amor.
E o quanto eu amo.
O quanto eu amo essas pessoas que me fazem acreditar todos os dias o quanto a amizade é algo além da proximidade e da cerveja no bar (mas bora lá também...).
O quanto eles me fazem acreditar que é possivel estar ao lado estando a 900km de distância ou estarem na hora certa mesmo estando 4 fusos desencontrados.
Amigo é seu irmão com sotaque do sul.
É aquele que fala bah guria e te espera na fila do algodão doce.
É pra quem você compra sapatinho pros filhos quando eles ainda são só sonho. Amigo fala de preferência sexual e Stephen Hawking no mesmo contexto. E de metas de vidas e abacates com a mesma intensidade.
Amigo sabe que vai dar merda, avisa, mas fala "vai lá e depois a gente junta os caquinhos" mesmo que faça isso dizendo o quanto você é demente.
Amigos agregam.
Amigo meu tem que ser amigo do meu amigo, senão é apenas colega.
E esse montinho mostra bem o que somos.
Obrigada por serem quem vocês são.

E por me saberem menos dura do que eu possa parecer.

Esse é o retrato do amor eterno


domingo, 22 de maio de 2016

Isn't she lovely...




Lilly,
Madrinha só sabe fazer textos e caixinhas, então seus presentes se resumirão a textos dentro de caixas, que muitas vezes não darão certo (pergunte à sua mãe). Fique feliz, padrinho não sabe nem fazer isso (nem caixas, nem textos e nem presentes).
Madrinha não sabe muito bem lidar com crianças... Padrinho vai fazer essa parte, porque ele sabe por nós dois. 
A paciência que ele vai ter em rolar no chão com você é a mesma que eu terei em te dar banho depois...
Mas madrinha é legal também, (mesmo não tendo o jeito que o padrinho tem) e vai te ensinar todas as coisas erradas que puder...
Mal posso esperar pra te ensinar a fazer maquininha de comida e você ensinar a seus amiguinhos e fazer da maquininha a internacionalmente conhecida "food machine".

... Ah, e eu sei fazer serra, serra serrador. Fique tranquila, você vai amar.